quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Martha graham

Martha Graham
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Este artigo precisa ser wikificado.
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.


O Wikiquote tem uma coleção de citações de ou sobre: Martha Graham.
Martha Graham (11 de maio de 1894 – 1 de abril de 1991), foi uma dançarina e coreógrafa estadunidense.
Martha Graham - Ao contrário de Isadora Duncan, utilizando as palavras de Garaudy, ela "não quis se identificar com os ritmos da natureza: 'Eu não quero ser uma árvore, uma flor, uma onda ou uma nuvem. No corpo de um bailarino devemos, como espectadores, tomar consciência de nós mesmos. Não devemos procurar uma imitação das ações cotidianas, dos fenômenos da natureza ou de criaturas exóticas de outro planeta, mas sim alguma coisa deste milagre que é o ser humano motivado, disciplinado e concentrado. A vida, contrariamente à puritana, é uma aventura, uma forma de expansão do homem que exige extrema sensibilidade para ser realizada com graça, com dignidade e com eficácia... O corpo e alma estão implicados de forma indivisível nesta experiência da vida, e a arte pode ser vivida por um ser total. Só uma sensibilidade apurada e exaltada realiza esta concentração no instante que é a verdadeira vida". Foi uma das principais representantes da Dança Contemporânea nos EUA. Tinha como objetivo desvendar a alma humana. Ela dizia de seu próprio corpo: "os séculos e seus eventos passaram por ele. Como os pintores e arquitetos modernistas eliminamos qualquer elemento decorativo ou supérfluo da nossa forma de expressão". Sua técnica de trabalho era voltada para a respiração, inspiração-contração, expiração-relaxamento; e também voltados para o idealismo social e por uma forma melhor de vida. Muitas coisas se passaram no trajeto de sua carreira, mudança social, moda, gerações, e Martha sempre criando novos trabalhos, acompanhando todas essas mudanças. Dirigiu sua companhia até a morte (1991), e aos 80 anos de idade criou "Acts of Light".

Nenhum comentário: